8 de setembro de 2008

Não, a vovó não sabe

Creio que o primeiro passo para superar medos é partilhá-los com o mundo, sempre haverá alguém com o mesmo medo.
Tenho medo de que um dia saia sangue do chuveiro, sempre observo de longe a água caindo por alguns minutos, até que eu tenha certeza que é somente água que está jorrando, dez minutos de banho são dez minutos de preocupação. Sei que é possível que isso aconteça, já vi em vários filmes, não existiria tal cena em tantos filmes se isso não tivesse acontecido na vida real.
Também tenho medo de ser avó. Eu tinha apenas medo de ser mãe, até que uma pessoa (que exerce grande influência nas minhas idéias) disse que ser mãe é fácil, difícil é ser avó. Ela tem razão, eu não vou conseguir agradar meus filhos com comidinhas e docinhos, mas minha mãe é relativamente prendada e será uma boa avó para eles, mas e quando eu tiver meus netos? Eles depositarão a esperança em mim (já que minhas filhas não terão com quem aprender culinária) e eu deixarei a desejar, não serei uma boa avó, até porque meu nome não combina com a palavra vó.
Por fim, tenho muito medo do que possa existir por baixo da lona azul. Todos os dias passo em frente a uma casa que tem no seu quintal algo grande coberto com uma lona azul, tem o tamanho e o formato de um fusca, mas sei que não é um fusca, seria muito óbvio. Poderia invadir a casa e dar uma espiadinha mas tenho medo do que posso descobrir.
Vou tomar banho e esquecer todos esses medos. Ai.

7 comentários:

Tatiana disse...

Hahahahaha
Já pensei nessa coisa do meu nome não combinar com vó. Já pensei que não combina com professora também. Eu tenho medo do computador explodir de repente. Juroooo!
Já até pensei em escrever sobre isso. Minha amiga tinha medo de que o ventilador de teto caísse e a cortasse em pedaços. Credo!
Qdo vc escrever um livro, vc autografa o meu exemplar?
Beijo!

Mauricio Toczek disse...

Eu tenho um medo constante de ter um ataque cardíaco. Sempre percebo se meu coração está batendo certinho. às vezes ele até dói um pouco e eu acho que é ilusão minha por causa da paranóia. É sério.

abraços

F33RR&t1 disse...

Eu sempre tenho medo de que aconteça alguma coisa nas viagens em que eu vou e eu seja apenas o único sobrevivente, na verdade não é medo...o0hh0oho0h...acho que esse não conta, tenho medo de ficar retido, de brinquedos que rodam rápido e frenéticamente, medo de manos me roubarem e baterem sem porque...ai, medo de errar qual por que eu uso, ainda mais no blog da michela.

Leka. disse...

sou testemunha de que realmente era um fusca!!

layuny disse...

eu tenho medo de td, principalmente de ficar louca...
o.O

(eu soube sobre o fusca...decepcionante.)

Neto disse...

fobia
fobia fobiaaaaaaa

Srtª Amora disse...

quanto a ser mãe e avó tô tranquila, minha irmã que não sabia fazer nada dentro de casa, casou aos 17 e aprendeu tudo e agora grávida tá se saindo bem, logo eu que sempre fiz tudo dentro de casa vou me dar bem... agora, eu tenho medo de passarinho, de cigarra, tenho medo de levar murro na rua, de ser confundida com alguém que não presta... no mais eu fico tranquila

obrigada pela visita, bacana teus textos. bjok e volte sempre.