11 de fevereiro de 2008

...parece coisa à toa, mas como é que a gente voa...

- Então Michele, aqui é a Terra da Moranguinho.
- Como assim? Tipo Disneylândia? Em que país?
- Na Terra da Moranguinho.
- Mas em que continente?
- Meu Deus!Já disse! Na Terra da Moranguinho!
Olhei a minha volta, vários brinquedos, monumentos, cabeças gigantes da Moranguinho e nenhuma criança, somente jovens, adultos e idosos. Me desesperei e acordei.
Sonho é uma coisa muito louca! Sempre tem ligação com algum acontecimento, eu acho. Nesse caso deve ter me ocorrido o sonho pelo fato de eu ter passado uns dias com minha irmãzinha e dormido no quarto onde a personagem está em toda parte.
Há quem diga que já preveu o futuro através de um sonho, Freud disse que é impossível, mas existem casos que ultrapassam os limites da razão. Não quero sonhar com o futuro, eu gosto de surpresas.
Eu gosto mesmo é de sonhos psicodélicos, como as propagandas da MTV, mas quando o psicodelismo começa a virar pesadelo perde a graça, já chega os medos da vida real.
Os sonhos não deviam sair da nossa memória com tanta facilidade, é legal lembrar com precisão, poder partilhar. Quem sabe o sonho seja um sinal, quem sabe a Terra da Moranguinho seja outro continente perdido...

3 comentários:

Mauricio disse...

Uma dia desses eu sonhei que precisava ligar para o 130 para saber o horário. A moça que atendeu disse as horas em árabe! Não sei de onde minha cabeça tirou isso. E no meio daquele blá blá blá em árabe eu escutei um 52. Tenho certeza.

muito sinistro

Mauricio disse...

Ah. mas com quem eu vou conversar em árabe? E 52 não tem me dado nem sorte nem azar. Acho que é só um numero que aparece em todo lugar.

De qualquer forma, se algum dia eu jogar na loteria com certeza vou marcá-lo. Nunca se sabe né?

:)

Mauricio disse...

Crianças dominar o mundo? Com certeza! E ainda bem. Imagine se os pandas dominassem. Seria muito pior. Seria fofo, mas seria pior.