25 de setembro de 2009

Tatu pai, tatu filho

Eu nunca ouvi da boca da minha mãe a seguinte frase: "Filha, seu verdadeiro pai é o Paul McCartney." Porém isso sempre foi tão óbvio para mim, os traços, a música em minha homenagem, enfim, tenho maturidade para superar isso. Sei que pai de verdade é quem cria, por isso respeito e amo meu pai adotivo, mas estou ansiosa para conhecer, no ano que vem, o meu progenitor.
Hoje em dia é normal não conhecer o próprio pai, acho que estranho mesmo é não conhecer um tatu-bola. Meu Deus! Eu não consigo pensar em outra coisa desde que visitei aquele blog. A autora dizia que ela sentia saudade da infância quando via o suposto tatuzinho. A princípio eu pensei que era uma moça do interior que cresceu no meio dos tatus, mas depois eu descobri que não, que não era do tatu que cavuca buracos que ela se referia, era de um bichinho de jardim que, pelo jeito, todo mundo conhece. Passei a ser meio que excluída e discriminada por não conhecer esse animalzinho. Nunca vi mesmo.
Quando meu primeiro filhinho nascer, quero que o pai biológico esteja por perto, mas antes que a criança seja apresentada ao pai, quero que mostrem a ela um tatu-bola.

16 comentários:

Tatiana Lazzarotto disse...

Hahahaha
TEnho que confessar: uma das maiores emoções da minha vida foi descobrir q aquele animal estranho, quando tocado, virava uma bolinha amistosa!
Adorei, Mi!

Mauricio Toczek disse...

É tão fofo. Por ser um rapaz que cuida com carinho do jardim de casa, sou muito íntimo desses pequenos animais, que vivem entre a grama e a calçada e brincam com aquelas arainhas cinzas amistosas. Também tem as desengonçadas minhocas, as progressistas formigas e aqueles mosquitinhos quase microscópicos que voam pouco acima do gramado. Tantas lembranças.

Acho que vou cortar a grama mais cedo esse mês.

J.R disse...

hahahaha!!!!! Gostei. Também verei o teu pai. Não vejo a hora... :)

Chris disse...

Ah eu conheço o tatu bola!!! Tem no meu jardim!!!
Eles ficam na grama ou perto das roseiras da minha mãe!!
Quando quiser conhecer um, vem m visitar!!!
Saudades misinha

J.R disse...

Olá! Pode deixar, estou esperançoso.. :)

Então! quer mesmo assistir ao Garapa? Terá de ter estômago, é forte viu! Ainda mais forte por ser real, pra mim mais e mais por minha família (pais) serem de lá!

E que bom que gostou do texto sobre o respeito, este mundo tá tão estranho desse jeito, onde tudo vale e ninguém vale nada.

Ótimo Domingo, apareça sempre.

Camila Rufine disse...

Eu nao gostava dos tatus bola. Na verdade, tinha medo. Eles me pareciam robóticos... vai entender. mas do seu pai, gosto sim. ;)

bjo!

Finito Carneiro disse...

Primeiramente, parabéns pelo seu pai. Ele e aquele amigo dele fizeram as melhores músicas que este ouvido já ouvidou...

Segundamente, as mulheres são de Vênus, e os tatus-bola são de Plutão.

Terceiramente, se eles são de Plutão, então é por isso que você nunca os tenha visto.

Quartamente, como Plutão não é mais um planeta, então é capaz de você nunca mais ver um tatu-bola.

Neto disse...

tatu bola é um mito mesmo, eu viii, adorava fazer ele virar bolinha *.*

Amanda disse...

mi eu capturo um e te mostro
;)

Scheyla Joanne Horst disse...

Eita heim. Tanta gente dizendo que tem visto vários... Você corre o risco de acabar conhecendo o bichano. O que você fará no encontro? Se prepare, pois não sabemos o dia, nem a hora.

Tiago Medina disse...

Como tu nunca viu um tatu-bola???

=)

Melanina disse...

huhaushausahu eu não acredito mii que vc n conhece um tatu bola... o jefe adora brincar com eles hehe, vou te mostrar um qualquer dia... Bejooo queridaaaa e visita meu blog... soh vc visita =) hehe brigada por visitar sempre hehehe =*

♫ TiaGuinho disse...

Ouun eu matava os tatus-bola, isso não me classifica como um cereal killer né?

Gabriela Gonçalves disse...

rsrsrrsrs. Ok, eu tb sempre achi q eu era filha de alguém famoso e rico, muito rico. Tipo, sei lá Donald Trump, nem ia me importar.. hahaha
bj

Carolina Bataier disse...

Não queria dizer que já vi um tatu-bola, pq isso vai me deixar mais perto das milhares de pessoas q já viram o animalzinho, e te deixar mais próxima de ser a única pessoa q nunca viu, mas sim, eu já ví vários e são umas gracinhas qdo enroados, mas nojentinhos qdo abertos.

No mais, adorei o texto. Como sempre.

paulo_enelcoco disse...

ainda te farei conhecer um tatu bola.
;P