8 de agosto de 2008

Crise existencial

Estou me recompondo de um momento de pânico ao analisar uma possibilidade.
Todos os dias no mesmo horário eu passo em frente ao banco Itaú e percebo a presença de alguns jovens que abordam pessoas para oferecer um dos serviços do banco. Eu nunca fui abordada, pois não faço parte do público-alvo, que deve compreender a faixa etária de trinta anos ou mais.
Fiquei pensando que é possível que eu continue fazendo aquele trajeto por algum tempo e chegará um dia em que estarei caminhando tranquilamente e de repente uma mocinha dirá: "Bom dia senhora, gostaria de conhecer as vantagens do nosso serviço?".
A princípio olharei para os lados certa de que outra pessoa foi abordada, mas não verei ninguém, apenas a mocinha com os olhos fixos em mim.
Nessa hora não responderei nada, simplesmente olharei para ela e entenderei que envelheci. Passará um filme em minha cabeça, lembrarei da faculdade, em bons momentos, pensarei nas metas que não foram cumpridas, que será a hora de começar a usar produtos para linhas de expressão e cairá uma lágrima.
- Senhora?
- Hum? Não, não, obrigada.
Seguirei minha vida.

5 comentários:

♪ Lorena disse...

poutz, tenho 29





tô me sentindo péssima :p

Finito Carneiro disse...

Penso muito nisso.
Será que eu tenho cara de pobre? Nenhuma garota me pára para anunciar os serviços do Banco.

É triste...

F33RR&+i disse...

Putz, agora o negócio fico feio de vez. Você já está pensando nas "nóias" que vai ter quando tiver trinta e poucos anos??
Sai dessa locke, tem a crise dos 27 ainda que vai ser muito pior se você deixar tudo para a última hora..o0h0oho0h0oh0o

Neto disse...

eita lele
me fez pensar nisso tbm, será q um dia irão me dizer as vantagem de ser tornar cliente itaú e participar do plano Taíi???
aiaiia
mas qm sabe até lá eu não esteja fazendo a publicidade desse plano neh ^^
uhuuuul

Mazinho disse...

Bem vinda ao Clube!