9 de maio de 2009

Espelho

Você fica aí parado me observando, mas sabe, com você eu sou autêntica, às vezes eu nem sorrio ao te olhar, às vezes quando penso em exterminar alguém, é para você que eu olho e respiro violentamente até conseguir fingir serenidade.
Você apoia a vaidade, mas sabe que ela pode ser uma fuga.
E você estava lá quando precisei fugir da maquiagem social.
Você percebe que por fora eu não mudei.
Sinto que quer me dizer alguma coisa, não jogar na minha cara meus erros, mas me mostrar em seu reflexo o que eu não enxergo. Mostrar-me aquele lado bom, dizer o que eu mereço de verdade, você me olha como alguém que sabe do que eu sou capaz.
Nós somos parecidos, somos frágeis.

9 comentários:

Não Enviadas disse...

E um aproveita da fragilidade do outro... ;)

Hoje eu fiquei de mal com todos os de casa. Todos, mentirosos... :P

Bjo!

Carolina Bataier disse...

Tem um livro do Marcelo Rubens Paiva que diz q a gente sempre faz uma careta na frente do espelho, pq ele mostra como somos, como o mundo nos ve, e mtas vezes nao gostamos disso. Daí, a careta. Pois é. =)

Neto disse...

adoooro espelho ^^
momento leonino mas td bem, eh vdd =D

Mauricio Toczek disse...

Meu reflexo se assusta sempre que me vê. É estranho

tyclenua

Sentimentos Alternativos disse...

Muito Legal falava de quem?
bom não importa... o que importa é o apoio...

Tatiana Lazzarotto disse...

Não foi exatamente ao espelho que vc escreveu, né?
Saudade de vc e dos seus parafusos.

Michele Matos disse...

Nossa, já me perguntaram isso, dessa vez foi pro espelho...as metáforas são outros detalhes, mas espelho é espelho..
Saudade de vc tbem Tati.

Scheyla Joanne Horst disse...

Bonito!

Chris disse...

Ps.: nao vivo sem espelho!!

=* MISINHA